PT  Bem-vindo!      
For English EN click here
Для русской версии RU (частично) нажмите здесь



Registros
DUNS: 400106873
Reg. em CCR & ORCA
NATO NCAGE: B6183
Reg. em Lux: B 32.016
Lux taxa 1989 2406 173
EU VAT: LU 14308966
US EIN: 98-0497131

EXEMPLOS DE APLICAÇÕES
Repotenciação aceitável?
Identificação de partes fracas
Avaliação da qualidade de cavitação
Melhoria do rotor
Melhoria das palhetas diretrizes
Otimização de operação – Francis
Otimização de operação – bulbo
Cavitação como uma ferramenta de diagnóstico

MÉTODOS
O que é cavitação?
Fundo físico
Quantos sensores?
Dados primários de cavitação
Características de cavitação
Mecanismos de cavitação
Distribuição espacial
Calibragem
Como trabalhamos?
Monitoramento da cavitação
Modelo vs. protótipo

DOWNLOAD
Artigos
Folhetos

CONTATOS

Erosão por cavitação num rotor Francis

Carta ao Gerente de O&M

O que é Korto?

Desde 1996, nossa companhia vem provendo serviços de ponta, altamente especializados, e produtos para o setor de hidrelétrica.

Nossa equipe de peritos de sete países, mundialmente renomados, é altamente especializada.

Nosso contexto: Métodos próprios avançados. Pesquisa de ponta baseada em larga experiência em campo.

Lema da Korto: Permanecer no problema até que seja resolvido

Nossos Produtos

SISTEMA MULTIDIMENSIONAL DE MONITORAMENTO DA CAVITAÇÃO

• Uso
- Uso independente
- Como um canal de cavitação do monitor da usina
• Configuração do sistema
- Tipicamente 6 sensores por turbina
- Um processador de cavitação por turbina
- Uma unidade de controle por usina (se usado independentemente)
• Características
- Alta sensibilidade de detecção de efeitos de deterioração
- Cobertura de todos os segmentos da cavitação
- Funções de diagnóstico
• Dados
- Intensidade total de cavitação
- Avaliação da influência da caixa espiral e do distribuidor
- Resolução das pás rotoras
- Intensidade acumulada da cavitação
• Implementação
- Algorítimo multidimensional
- Tecnologia FPGA/RT
- Conexão Ethernet para a rede da usina ou companhia
• Opções
- Entrada de dados de operação
- Saida analógica da intensidade total da cavitação
- Unidade de controle
• Aplicação
- Otimização da operação
- Acompanhamento de mudanças, detecção de incidentes
- Manutenção preditiva da turbina

Sensores de cavitação, em robustas caixas, são instalados em 6 ou 8 eixos ou bielas das palhetas diretrizes.

Sensores de cavitação, em robustas caixas, são instalados em 6 ou 8 eixos ou bielas das palhetas diretrizes.

Processador de cavitação  (caixa cinza na parede) é instalado próximo ao distribuidor.

Processador de cavitação (caixa cinza na parede) é instalado próximo ao distribuidor.

Processador de cavitação Tipo 7391P (vista interna)

Processador de cavitação Tipo 7391P (vista interna)

Cavitation Monitoring System Type 7391 - Connections, Options

Cavitation Monitoring System Type 7391 - Connections, Options

Details: download PDF 778 kB


Nossos Serviços

TESTES MULTIDIMENSIONAIS DE DIAGNÓSTICO DE CAVITAÇÃO EM SITE

Clique para ver PDF (596 kB).

Um pequeno laboratório vibro-acústico é instalado próximo ao distribuidor. A operação da turbina é minimamente perturbada.

Um pequeno laboratório vibro-acústico é instalado próximo ao distribuidor. A operação da turbina é minimamente perturbada.

Nossa Técnica

Usamos nossa própria técnica vibro-acústica multidimensional que:

• Identifica mecanismos de cavitação
• Avalia o papel das partes da turbina na cavitação
• Fornece dados na distribuição espacial da cavitação
• Percebe todos os segmentos de cavitação na turbina
• Fornece características detalhadas de cavitação da turbina
• Detecta efeitos adversos com alta sensibilidade


Quando Você Pode Precisar De Nós?

• Comissionando uma turbina:
- Previsões de modelo corretas?
- Requerimentos de contrato realizados?
• Modernizando ou repontencializando uma turbina:
- Estado real antes e depois da modernização/potencialiação
• Operação de rotina:
- Otimização da operação para alcançar o mínimo de erosão
- Otimização da manutenção em relação à cavitação
- Controle dos efeitos do tempo e incidentes


Alguns Projetos

EFICIÊNCIA E CAVITAÇÃO EM OTIMIZAÇÃO DE "CAM" NUMA TURBINA KAPLAN

O "cam" de uma turbina Kaplan de 28 MW da hidrelétrica Kembs, da Eletricité de France, foi otimizado em um teste de protótipo. A cavitação também foi medida; o método multidimensional foi aplicado. Duas definições de "cam" foram verificadas: uma do teste de modelo e a outra otimizada no teste de protótipo. As duas definições de "cam" forneceram valores substancialmente diferentes de eficiência e da intensidade da cavitação:

Intensidade da cavitação versus potência para dois

Intensidade da cavitação versus potência para dois "cams": Preto - "Cam" otimizado; Vermelho – "cam" definido no teste de modelo

Análise detalhada mostra que a cavitação forte aparece somente dentro de um intervalo circunferencial limitado, atrás da caixa espiral:

Intensidade de cavitação normalizada versus posição angular para diferentes valores de potência

Intensidade de cavitação normalizada versus posição angular para diferentes valores de potência

Isto aponta para a possibilidade de melhorar o comportamento da turbine mudando a inclinação e/ou o perfil das palhetas estáticas no intervalo circunferencial critico.

As for now, the new cam was installed and an anti-cavitation layer was applied on the endangered part of the runner. The result: the metal loss found earlier after 1500 hours is found now after 8000 hours.

Mais informações: info@korto.com ou Sr. Philippe Gauvin, Electricité de France - CIH, philippe.gauvin@edf.fr ou Sra. Marie Delagarde, Electricité de France - DTG, marie.delagarde@edf.fr


MONITORAMENTO DA CAVITAÇÃO - FRANÇA

Após o teste de cavitação multidimensional na unidade do tipo Kaplan Kembs 1 da EDF, França, um monitor de cavitação multidimensional mais potente permaneceu lá. É constituído por 20 sensores da cavitação, unidade de sensores remotos e o processador central.

20+4+4 sensores da cavitação em Kembs 1

20+4+4 sensores da cavitação em Kembs 1

O objetivo desta instalação híbrida - o monitor da cavitação e o sistema automática de aquisição de dados da cavitação - é fornecer dados detalhados sobre cavitação em vários pontos de operação que não foram alcançados durante o teste.

Pascal Ratabouil da EDF instalando o processador central

Pascal Ratabouil da EDF instalando o processador central

Mais informações: info@korto.com ou Sr. Philippe Gauvin, Electricité de France - CIH, philippe.gauvin@edf.fr ou Sra. Marie Delagarde, Electricité de France - DTG, marie.delagarde@edf.fr ou Sr. Pascal Ratabouil, Electricité de France - GMH, pascal.ratabouil@edf.fr


CAVITATION IN A 650 MW FRANCIS TURBINE

Korto testou uma turbina Francis de 650 MW na Third Powerplant da barragem Gand Coulee da USBR, a qual é a maior produtora de energia e a maior estrutura de concreto nos Estados Unidos da América.

Grand Coulee tem 6800 MW de capacidade de geração instalada nas suas quatro usinas.

Grand Coulee tem 6800 MW de capacidade de geração instalada nas suas quatro usinas.

A característica global de cavitação da turbina, que dá a taxa de erosão em função do ajuste da potência, é determinada (linha preta, abaixo). Combinado com a estatística da potência (azul), fornece uma estimativa da contribuição de cada valor de potência à erosão (vermelho).
Tais dados podem ser usados para a otimização da operação e, se obtidos pelo monitoramento permanente, para a otimização da manutenção.

Os dados de cavitação (preto e vermelho) são comparados com a eficiência da turbina (violeta). A escala de potência: 340-700 MW.

Os dados de cavitação (preto e vermelho) são comparados com a eficiência da turbina (violeta). A escala de potência: 340-700 MW.

Foi encontrada uma qualidade de cavitação das pás rotoras bem uniforme. A intensidade média da cavitação do rotor atrás de diferentes partes da caixa espiral é determinada (abaixo); isto mostra que a caixa espiral não é ideal com respeito à cavitação.

Neste teste três técnicas para diagnóstico e monitoramento da cavitação foram comparadas:
(1) Simples: Um sensor na ligação da palheta diretriz, simples processamento de dados
(2) Simples: Um sensor na parede do tubo de sucção, simples processamento de dados
(3) Multidimensional: Sensores nas ligações de todas as palhetas diretrizes, complexo processamento de dados; este é o método da Korto usado para adquirir os dados mostrados acima.

Amplitude de modulação na frequência da passagem das pás em função da potência, como medida em posições diferentes do sensor

Amplitude de modulação na frequência da passagem das pás em função da potência, como medida em posições diferentes do sensor

Em (3), foram obtidas estimativas diferentes da cavitação em 24 posições do sensor. Elas são apresentadas acima em cores diferentes em função da potência. O resultado final de (3), derivado de todos estes dados, incorpora contribuições de todos os locais na turbina e todos os mecanismos da cavitação, enquanto somente uma curva (preta) é usada como o resultado final em (1). Obviamente, os resultados das técnicas baseadas em um sensor, assim também de (1) e de (2), são bastante arbitrários.
Uma desvantagem adicional de (2) é a posição do sensor. O sensor na parede do tubo de sucção da turbina Francis predominantemente detecta vórtices livres no tubo de sucção. Usar suas leituras para estimar a cavitação erosiva do rotor conduz à conclusão falsa:

Verde…sem cavitação, amarelo…cavitação fraca, vermelho…cavitação forte

Verde…sem cavitação, amarelo…cavitação fraca, vermelho…cavitação forte

Em (3), vários processamentos de sinais e dados, como vermes mostrados abaixo são usados para identificar mecanismos diferentes da cavitação, determinar o papel de elementos diferentes da turbina em processos de cavitação, e conseguir estimativas desfavoráveis da intensidade da cavitação. Nada disto é possível nos métodos simples.

Intensidade da cavitação (cor) em função da posição angular instantânea do rotor (horizontal) e o valor da potência (vertical - 350 MW superior, 700 MW inferior)

Intensidade da cavitação (cor) em função da posição angular instantânea do rotor (horizontal) e o valor da potência (vertical - 350 MW superior, 700 MW inferior)

Mais informações: info@korto.com ou Sr. G. Michael Strombach, Barragem Grand Coulee da USBR, mstrombach@pn.usbr.gov


 

 

Notícias & Eventos

Korto na HYDROVISION BRAZIL 2011

A primeira conferencia HydroVision no Brazil

aconteceu na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, em 20-22 de Setembro.

Além de participar com um estande na exibição, a Korto foi um dos patrocinadores no evento:

Banner da Korto no site da conferência apresentando Korto como  patrocinador.

Banner da Korto no site da conferência apresentou Korto como patrocinador.

O perfil da Korto e seus produtos podem ser vistos no site da conferência.

Korto na HYDROVISION INTERNATIONAL 2011

O primeiro evento de hidroenergia deste ano, aconteceu em Sacramento, na California, USA, em 19-22 de Julho.

3,451 delegados participaram de 70 sessões com mais de 450 palestrantes e mais de 260 companhias.

3,451 delegados participaram de 70 sessões com mais de 450 palestrantes e mais de 260 companhias.

A Korto teve um estande na exposição.

Srta. Luana Fidelis Silva da Zollern Co. como convidada da Korto

Srta. Luana Fidelis Silva da Zollern Co. como convidada da Korto

Na conferencia, B. Bajic apresentou um artigo (download PDF 3086 kB), e durante o workshop anual da VibroSystM sobre condições de monitoramento da máquina (program PDF 57 KB), falou sobre monitoramento e diagnóstico da cavitação (download PDF 1810 kB).

KORTO NA RUSSIA

Korto na HydroVision Russia, Moscou, Março de 2011

Neste evento conjunto na Russia Power 2011 Conference a Korto teve um estande na exibição que foi compartilhado com a VibroSystM. Nesta ocasião foi discutida a possibilidade de parceria entre as duas empresas.

Da esquerda: Marius Cloutier, Presidente, VibroSystM; Imi Holderna, Representante Sênior de Negócios, VibroSystM; e Branko Bajic, Diretor Executivo, Korto

Da esquerda: Marius Cloutier, Presidente, VibroSystM; Imi Holderna, Representante Sênior de Negócios, VibroSystM; e Branko Bajic, Diretor Executivo, Korto.

Na conferência, B. Bajic fez uma apresentação sobre o monitoramento multidimensional da cavitação na tecnologia FPGA/RT (download PDF 5530 KB).


Rússia Power Conferência, Moscou, Abril de 2010

No último ano a conferência de três dias integrou a trilha da hidroenergia. A Korto apresentou o artigo "Digitalização multidimensional da cavitação em turbinas"
(download PDF 2200 KB).

B. Bajic da Korto (esquerda) com os veteranos cientistas da hidroenergia da Rússia, Anatoly A. Sotnikov, Chefe de projetos (meio), and Igor Pylev, Vice chefe, ambos da OJSC Power Machines, St. Petersburg

B. Bajic da Korto (esquerda) com os veteranos cientistas da hidroenergia da Rússia, Anatoly A. Sotnikov, Chefe de projetos (meio), e Igor Pylev, Vice chefe, ambos da OJSC Power Machines, St. Petersburg

A conferência foi um lugar excelente para encontrar especialistas da hidroenergia russa.

KORTO NA ESPANHA

Gas Natural Fenosa: Peares

O teste foi iniciado na UHE Peares visando o diagnóstico da cavitação nos rotores e nos tubos de sucção das três turbinas Francis de 60 MW, com um comportamento muito rude nas zonas proibidas.

Da esquerda para a direita: Hugo Rodriguez Rodriguez, Fenosa; Jose Manuel Lorenzo Gomez, Fenosa, Branko Bajic, Korto

Da esquerda para a direita: Hugo Rodriguez Rodriguez, Fenosa; Jose Manuel Lorenzo Gomez, Fenosa, Branko Bajic, Korto

Uma hora de medição foi suficiente para obter os dados de cavitação no rotor e estimar as características de cavitação global. Muito mais tempo será necessário para revelar todos os detalhes da cavitação.

Tela do computador de controle do teste

Tela do computador de controle do teste

A estimativa da característica global de cavitação pode ser vista no gráfico do meio. Aqui o mesmo em uma resolução melhor: PDF 329 KB

KORTO NO BRASIL

Teste de cavitação em Ilha Solteira

O projeto de P&D "Uso da Técnica de Emissão Acústica Para Detecção de Descontinuidades em Pás de Turbinas", financiado pela ANEEL e realizado pela Physical Acoustics South America - PASA e Cia Energética de São Paulo - CESP, foi expandido para incluir diagnóstico de cavitação em rotor. A Korto foi requisitada para testar duas turbinas em Ilha Solteira, que possuem perfis da borda de saida das palhetas do pre-distribuidor diferentes.

Ilha Solteira, a terceira maior usina hidrelétrica do Brasil e está entre as dez maiores do mundo, possui 20 turbinas Francis que geram 3444 MW.

Ilha Solteira, a terceira maior usina hidrelétrica do Brasil e está entre as dez maiores do mundo, possui 20 turbinas Francis que geram 3444 MW.

A técnica multidimensional baseada em 26 sensores foi aplicada.

Da esquerda: Allan Machado e Renato Farias da PASA, Alcides Souza e Ricardo Avante da CESP, Laura Cabral e Branko Bajic da Korto

Da esquerda: Allan Machado e Renato Farias da PASA, Alcides Souza e Ricardo Avante da CESP, Laura Cabral e Branko Bajic da Korto

Mais informações: info@korto.com ou Sr. Alcides Donizeti Souza, CESP, alcides.souza@cesp.com.br

Visita à UHE Capivara da Duke Energy

O equipe da Korto visitou Capivara e discutiu com Sr. Renato José Baccili Castilho, Gerente de Adjunto de Engenharia de Manutenção Eletromecânica, Sr. Vincente Borri, e colaboradores sobre o problema específico das quatro turbinas Francis de 150 MW em Capivara. Usadas pela estabilização da frequência, são expostas às rápidas e fortes flutuações da carga. Há a questão dos custos causados pelos desgastes, entre outros da cavitação, provocados por isso.

Parceria no Brasil

Na sede da Monitoração e Diagnose - M&D, no Rio de Janeiro, o Sr. Hélio Ricardo T de Azevedo, diretor, Sr. Saderson Pereira S de Souza, gerente de engenharia, ambos da M&D, o Dr. Branko Bajic e a Sra. Laura Cabral, da Korto, estiveram conversando sobre a cooperação entre as duas empresas, onde a Korto vai apoiar a M&D com os canais de cavitação dos sistemas de monitoramento da M&D e esta vai promover os interesses da Korto no Brasil.

Da direita para a esquerda: Hélio Ricardo e Sanderson Pereira, M&D, e Laura Cabral e Branko Bajic, Korto

Da direita para a esquerda: Hélio Ricardo e Sanderson Pereira, M&D, e Laura Cabral e Branko Bajic, Korto

KORTO NA HYDRO 2010

A maior conferência internacional de hidroenergia deste ano, HYDRO 2010, www.hydropower-dams.com, aconteceu em Lisboa, Portugal, no final de Setembro.

A Korto participou com um estande na exibição onde os pôsteres abaixo foram exibidos:
- HPP Grand Coulee (download PDF 2408 KB)
- HPP Burfell (download PDF 1680 KB)
- HPP Kembs (download PDF 2408 KB)
- HPP Belesar (download PDF 561 KB)
- Korto Cavit Monit (download PDF 731 KB)

Estande da Korto

Estande da Korto

Muitas pessoas interessantes e importantes nos visitaram.

Da esquerda: Sergey Yudin, Gerente de Projetos, Energomashexport; Marius Cloutier, Presidente, VibroSystM; Imi Holderna, Representante Sênior de Negócios, VibroSystM; Laura Cabral, Korto; Branko Bajic, Korto

Da esquerda: Sergey Yudin, Gerente de Projetos, Energomashexport; Marius Cloutier, Presidente, VibroSystM; Imi Holderna, Representante Sênior de Negócios, VibroSystM; Laura Cabral, Korto; Branko Bajic, Korto

Um artigo da Korto sobre a técnica multidimensional para diagnóstico e monitoramento da cavitação da turbina foi apresentado. (download PDF 1350 KB).

Mais informações: info@korto.com

KORTO NA FRANÇA

Electicité de France - Kembs

Uma equipe composta da Electricité de France, Andritz Hydro e da Korto Cavitation Services realizou um teste complexo na unidade 1 de Kembs em uma turbina Kaplan de 28 MW renovada e repotenciada.

A partir da esquerda, de pé: Roland Blaser, Andritz; Philippe Gauvin, EDF; Marcel Saugy, Andritz; Pascal Ratabouil, EDF, Michel Salvi, Andritz; Branko Bajic, Korto; Sentados: Nadine Pajean, EDF; Marie Delagarde, EDF; Benjamin Dufils, EDF

A partir da esquerda, de pé: Roland Blaser, Andritz; Philippe Gauvin, EDF; Marcel Saugy, Andritz; Pascal Ratabouil, EDF, Michel Salvi, Andritz; Branko Bajic, Korto; Sentados: Nadine Pajean, EDF; Marie Delagarde, EDF; Benjamin Dufils, EDF

Kembs (quadrado preto) é a primeira de uma série de 11 usinas hidrelétricas em Grand Channel d'Alsace no nordeste da França.

Kembs (quadrado preto) é a primeira de uma série de 11 usinas hidrelétricas em Grand Channel d'Alsace no nordeste da França.

A tarefa da Korto foi a de estimar o comportamento da cavitação na unidade.

www.korto.com

Copyright ® 2004 Korto Cavitation Services